terça-feira, 8 de janeiro de 2008

TAL PAI TAL FILHO...

Um comentário:

Celia disse...

Realmente menina a saudade e grande, eu jamais deixaria a minha querida terra para morar neste lugar, longe de tudo e todos.


Beijos.