sexta-feira, 6 de junho de 2008

CEM FUROS...

Quando éramos crianças, haviam coisas que comíamos apenas em ocasiões especiais, principalmente algumas sobremesas. Comuns eram as compotas caseiras de abóbora, pêssego, figo, mamão verde, laranja azeda, que eram feitas com esmero pelas avós. As laranjas passando dias em saco de algodão dentro de um tanque de água para perder o amargo, o mamão verde deixado de molho na cal, assim como a abóbora, os pêssegos e figos descascados um a um.
Em resumo, era sempre alguma fruta, normalmente do próprio quintal ou sítio, açúcar e fogão, normalmente o à lenha. Os doces mais elaborados e com ingredientes diferenciados como leite condensado, chocolate, castanhas e/ou bolachas, eram apenas para as ocasiões especiais como Páscoa e Natal, quando toda a família se reunia.
Uma dessas delícias era o clássico pudim de leite condensado que enchia a gente de vontade desde a abertura da latinha que corríamos para lamber a tampa e passar o dedo pela lata. E o que dizer de quando nos cortávamos e logo vinha o sangue misturado com o doce que tingia-se de rosa. Ai que delícia, ai que saudade !
E o que dizer das primeiras caldas de açúcar queimado que vi minha mãe fazer. Quanta ingenuidade, nunca ter pensado nisso antes, fazer um monte e comer de colher, na panela de fundo grosso e ouvir da mãe que raspando a panela era chuva no dia do casamento. Pois no meu, a chuva foi substituída por um frio em dobro. Raspei muita panela, que coisa boa.
Hoje fico feliz quando faço pudim de leite condensado em casa, porque meus filhos fazem uma festa e é como se eu voltasse no tempo e lembrasse de mim mesma.
Gosto do pudim com cem, mil, três mil furos e já me falaram que para isso o segredo é não bater muito no liquidificador. Mas nunca reparei se é por isso mesmo ou se esta é alguma explicação teórica científica que carece de aprovação. Pudim sem furos é furada, hehehe !
Então para um pudim com mais de cem furos eu bato no liquidificador:
1 lata de leite condensado
1 lata de leite
1/2 lata de nata ou creme de leite
3 ovos

Caramelizo o açúcar, coloco na forma de buraco e asso em banho maria por mais ou menos 40 minutos.
Deixo esfriar bem e desenformo.



14 comentários:

Agdah disse...

Que prato lindo!!! Eu tambem adoro os furinhos no pudim.

cozinha da drica disse...

Ana , amo pudim e o seu aeradinho assim está demais!!! Bjks e ótimo final de semana

Elvira disse...

Parece realmente muito bom! :-)

Bjs

laila disse...

q historia deliciosa....e sabe q eu nao conhecia pudim de leite condensado q levasse natas...deve ficar mais rico(entenda godo mesmo) eheheh

bjs

Laurinha disse...

Quero experimentar!!!
Beijinhos,

Fabrícia disse...

Ana sempre achei que a mamãe não acertava o pudim pois ficava todo furadinho...hj adoro os furinhos.... delicioso.
Bjcas

Cláudia disse...

Ah, nem me fale em pudim de leite condensado, até hoje eu raspo a lata com a colher para não perder nenhum restinho, que delícia. Além de ser a sobremesa favorita nº1 aqui de casa. Só que a novidade para mim é o creme de leite, nunca coloquei, sigo a receita da Nestlé. Na próxima vou experimentar!

bjs

Nani do Paulo disse...

Infância quando nos lembramso dela temos uma nostalgia tão boa né?
Esse pudim é mesmo uma maravilha!
Beijos

Luciana Macêdo disse...

Sua lembranças, são as minhas lembranças. Hoje vejo o que maioria das crianças estão perdendo, como é bom esta simplicidade...como você mesma diz esta ingenuidade.
Pudim é o doce dos doces...não pode faltar nunca.
Bjs!

Andrea Nunes disse...

Ah, eu gosto de pudim sem os furinhos, acho que fica mais docinho e com mais gosto de leite condensado!

Flavinha disse...

Adoro pudim e me lembra minha vó! Era realmente uma sobremesa para ocasiões especiais para mim também!
Beijos

Filipa disse...

Eu gosto de pudins sem furos e com furinhos, resumindo eu adoro pudins! Esse seu está com um aspecto delicioso.

beijinhos

Odete disse...

Ana, que delicia que pudim, meu favorito absoluto. Sei que perdi uma oportunidade de conhecer uma excelente cozinheira....vai ficar pra proxima hein.
Beijos

yaralucas disse...

Hahaha eu já raspei muita panela também e no meu casamento fez um dia lindo, sol, calor, céu azul e noite agradável :o)

E que pudim lindo, vou fazer nesse fim de semana!

Não esqueci de você não, viu? Suas galinhas estão indo, me atrapalhei inteira com o silvicio, por isso atrasou :o)

Beijocas!