quinta-feira, 15 de maio de 2008

ALÉM DA CARRUAGEM DA CINDERELA...

A Neide tem colocado no COME-SE, desde que esteve em Porto Alegre, posts sobre as comilanças que andou compartilhando por lá. Já fez nove posts e provavelmente ainda teremos mais.
Bem, acompanhei de perto e até troquei alguns emails com ela, comentando sobre as comidas e receitas. E como também já morei no Rio Grande, exatamente na cidade de Santo Ângelo que fica na região Noroeste do Estado e é considerada a capital da Região das Missões, resolvi fazer este post com a foto de uma abóbora doce que fiz há algum tempo.
Lá eles costumam fazer rapidamente enquanto cozinham o almoço para servir como acompanhamento de pratos salgados. Eu costumava fazer com abóbora ou batata doce e aprendi com uma pessoa que trabalhou em minha casa e que cozinhava muito bem, fazendo de cabeça, macarrão e pão caseiros, cueca virada, rosquinha frita, sagu, etc, etc.
Não há segredo nenhum. Basta cortar a abóbora (nesta eu usei a cabotiá com a casca), colocar numa panela com um fundo grosso e despejar açúcar cristalizado em cima. Tampar a panela e conforme o açúcar for derretendo vai se jogando água aos poucos para ir caramelizando o açúcar e cozinhando o legume.
O ponto é o desejado por cada um. Eu não deixo ficar muito mole e até por isso corto os pedaços um pouco maiores. O ponto da calda também depende de cada um e ainda há pessoas que gostam de colocar um pauzinho de canela. Pra quem gosta de comer comida salgada com doce é maravilhoso, principalmente com carnes. Se for fazer com a batata doce, descasque e corte em rodelas grossas.

11 comentários:

Fabrícia disse...

Miam....veio um gostinho de féerias e fazenda por aqui...que delícia. Adoro O Rio Grande do Sul...passei muitas férias na cidade de Rio Grande...Praia do Cassino....cuidado de baleias, pinguins, lobos.... bons tempos.
Bjs.

Laurinha disse...

Nunca fiz com esta abóbora, doce sempre com a de pescoço.... interessante!
Beijinhos,

Sabrina disse...

Vim conhecer seu blog e adorei. Gostei também dessa receita, mas vou tentar com batata doce que eu amo.
Beijos

Flavinha disse...

Eu comeria assim, purinha...
Bjocas

Agdah disse...

Que lindos esses seus pratos... a abóbora e o prato mesmo.

Leila disse...

eu sou apaixonada por essa abobora ou moranga caramelada. tu sabes que meus pais moram bem pertinho de Santo Angelo, em Sarandi. e tu tomastes chimarrao? entao tu sabes o que significa batumado ne?
beijinhos

cozinha da drica disse...

Ana eu amo abobora e com salgado fica maravilhoso!!! Amei as almondegas com o ovinho escondidinho!!!! Imagina a surpresa ao cortá-las!! Bjks e ótima semana!

Goreti disse...

Ana isso deve ser muito bom, já experimentei com batata doce, a abóbora pra mim é novidade.

Beijos!!!

Mel L. Ramos Bryar disse...

Que delícia...mais uma receita com abóbora para com certeza experimentar!!!!bjs

Fer Ayer disse...

Cadê o rocambole mulher??? risos
Beijos

Anônimo disse...

Gente, vou passar inveja em vocês. Comi essa abóbora semana passada na cidade de Carlos Barbosa (interior do Rio Grande do Sul).è uma delíciaaaa!!!! Obrigada pela receita (estava atrás dela) ja que no restaurante não quiseram me falar como se fazia.Um abraço. Amanda