terça-feira, 17 de março de 2009

ERA PRA SER À CARBONARA...


Não me lembro exatamente onde, mas outro dia, li uma uma receita de macarrão à carbonara e como o termo me chamou atenção, fui pesquisar a respeito. Bem, não cheguei à conclusão alguma, mas fiquei mesmo foi com vontade de comer um macarrão gostoso. E como sabemos, nossa vontade nunca está alinhada aos ingredientes disponíveis nos armários, tampouco aos que repousam na geladeira.
Mas também, quem foi que disse que precisamos seguir tudo sempre à risca. Ai do mundo se não fossem a curiosidade, a criatividade e as inovações.
O que eu tinha era panceta fresca temperada, creme de leite, queijo ralado e uma massa fresca, além dos temperos tradicionais e leite.
Então, piquei a panceta em cubinhos e fritei bem torradinha.
Com um pouco da gordura que sobrou da fritura da pança do porquinho, em outra panela, dourei uma cebola bem picadinha e polvilhei farinha de trigo. Juntei leite aos poucos até desmanchar a farinha e ficar um molho branco que temperei a gosto com sal e pimenta do reino. Depois de pronto, juntei uma caixinha de creme de leite.
Cozinhei a massa e juntei o molho branco. Coloquei numa travessa, salpiquei a panceta frita e cobri com uma camada de queijo ralado.

2 comentários:

Naninha disse...

Eu de vez em quando faço umas adaptações as receitas também de acordo com o que tenho na geladeira e fica é bom né?!
Ótimo macarrão!
Beijos

Anônimo disse...

Faltou ovo, ou gema para ser à carbonara. Tá mais para papalina (sem presunto).