domingo, 27 de abril de 2008

É DO BRASILLLLLLLLLLL

Vi que a LAILA publicou uma deliciosa receita que leva pinhão e morando eu numa cidade cujo nome indígena (Curitiba = Imensidão de pinheiros) lhe foi dado justamente pela presença significante da árvore do pinhão, resolvi também publicar algo sobre o mesmo assunto. Descobri AQUI muitas explicações interessantes e importantes sobre a araucária e os pinhões, e é sempre bom saber mais e compartilhar algo sobre uma árvore tão presente na paisagem da cidade e de todo o Estado. Embora elas sejam muitas, por incrível que pareça correm risco de extinção e muitas florestas com árvores centenárias já foram destruídas, seja pela procura da madeira ou pela transformação dos campos em área de pastagens e monoculturas. Além do mais é importante valorizarmos na alimentação um produto relativamente barato, de fácil aquisição considerável valor nutricional. Com a palavra a nossa já conhecida e queridona Neide Rigo, cujo COME-SE todas nós já conhecemos, e que aparece aqui num trablaho para a Revista Caras.

AQUI, A PINHA VERDE (ESSA BOLOTA GRANDONA)


SÃO DA ARAUCÁRIA EM FRENTE Á CASA DO MEU VIZINHO, FOTOGRAFADAS DA JANELA DO MEU QUARTO

Não poderia deixar de falar de uma plantadora de araucária, que também é um dos símbolos do Paraná (Declarada em Lei Estadual de 1984), a gralha azul que segundo a lenda, além de comer os pinhões, por previdência também os enterra, na tentativa de estocá-los e poder comê-los um dia, mas se "esquece" dos locais e eles acabam brotando.

FOTO DO PASSEIO PÚBLICO DE CURITIBA
VEJAM NO PEZINHO DA GRALHA, UM PINHÃO
QUE ELA ESTÁ BICANDO

Nesta época do ano os pinhões já começam a ser vendidos em todos os lugares, inclusive nas estradas e também nas ruas. Também sempre aparece um amigo, colega do trabalho ou conhecido que tem um sitiozinho e traz pinhão novinho pra vender ou de presente.
O friozinho tá chegando e também adoramos comê-los cozidos. Há pessoas que gostam dos pinhões sapecados, colocados na fogueira ou na chapa do fogão à lenha.
Costumo cozinhá-los em água e sal na panela de pressão por uns 45 minutos. Os melhores são os pinhões novos que ainda apresentam pontinhas verdes, sinal de que foram colhidos a pouco tempo. A observação é que eles são catados do chão, pois a pinha amadurece, fica marrom, se estoura e cai, portanto não são colhidos nas árvores, até porque são muito altas.

ESTA SEQUÊNCIA DE FOTOS TIREI HOJE PELA HORA DO ALMOÇO NO COLÉGIO DOS MEUS FILHOS



PAREI O CARRO DEBAIXO DE UMA ARAUCÁRIA QUE ESTAVA SOLTANDO OS PINHÕES, JUNTEI ALGUNS PARA FOTOGRAFAR VEJAM UM TODO MORDIDO POR PÁSSAROS.
NORMALMENTE OUVE-SE UM ESTALAR E LÁ VEM AS PINHAS
ABAIXO.



AQUI A PINHA JÁ PELA METADE



OUTRA PINHA QUE JÁ SOLTOU ALGUNS PINHÕES


UMA AMIGUINHA DA MINHA FILHA E SUA MÃE ESTAVAM RECOLHENDO ALGUNS PINHÕES NUM SAQUINHO, E APROVEITEI PARA FAZER A FOTO.



PRA ACABAR, VEJAM ONDE O JOÃO DE BARRO FEZ SUA CASINHA.


Já utilizei o pinhão cozido em saladas, no arroz, em sopas e no molho do macarrão. O resultado é maravilhoso. Aqui na Região Sul também consumimos nas festas juninas e acompanhando pipoca e quentão que é feito de vinho, diferente do quentão de São Paulo e Nordeste que é feito de pinga e especiarias.
Como não podia deixar de ser, o pinhão nos dá amplas possibilidades na cozinha também.
Portanto, para algumas receitas CLIQUE AQUI. E para todas elas, clique sempre na criatividade....

Nome científico: Araucaria angustifolia
Nomes populares:Pinho, pinheiro-do-paraná, pinheiro-brasileiro, pinheiro-caiová, pinheiro-das-missões e pinheiro-são-josé
Família: Araucariáceas
Origem: América do Sul, Brasil













11 comentários:

laila disse...

adoooorei o post! vou comentar la no comidinhas oq??? q lindas imagens!!!

chrises disse...

Ana,
Adorei ver a origem dessas senhoritas! Antes de me mudar para SP eu nem as conhecia, o que dizer de imaginar a origem delas!!!

Bjinhos!!

Receitas da Filipa disse...

Ana que fotos lindas! Caprichou no post!

beijinhos

Goreti disse...

Ana, amei o post, super explicativo! Que delícia vc ter eles tão pertinho, podendo acompanhar todo o processo, do início do fruto até a explosão da pinha, Ai, fiquei maravilhada....

Beijos!!!

Laurinha disse...

Lindo post, adorei!
Beijinhos,

yaralucas disse...

Hummm, aqui em SP não se tem todo esse luxo de comer pinhão catado na hora :o) então a gente come os comprados no supermercado mesmo, que vem naqueles saquinhos furadinhos igual os de limão. Também gosto de comê-los cozidos em água e sal, na panela de pressão. Antes de cozinhar, corto a pontinha de todos, assim fica mais fácil de descascar: é só morder a bundinha que o pinhão já pula pra fora da casca :o)

Beijos pra você, lindas fotos, hein!

Sonia Novaes disse...

Ana

Vc bateu longe agora,voei pelos ares...kkkk...bati lá em Minas.
O ano passado fiz fotos lindas na serra da Mantiqueira com fotos das araucárias,os pinhões pelo chão,onde catamos aos montes.
Nunca vi árvore mais linda,vc acredita que está em extinção naquela região que vou,perto de Monte Verde?Chegamos de Minas a semana passada e trouxe muitos pinhões de lá,como é linda aquela semente,hem Ana?
Vou ganhar uma receita de uma amiga de macarrão com pinhão,vou fazer e se gostar vou publicar aqui.
Parabéns pelas fotos,amei.
Bjs

Sonia Novaes disse...

Ana

Vc bateu longe agora,voei pelos ares...kkkk...bati lá em Minas.
O ano passado fiz fotos lindas na serra da Mantiqueira com fotos das araucárias,os pinhões pelo chão,onde catamos aos montes.
Nunca vi árvore mais linda,vc acredita que está em extinção naquela região que vou,perto de Monte Verde?Chegamos de Minas a semana passada e trouxe muitos pinhões de lá,como é linda aquela semente,hem Ana?
Vou ganhar uma receita de uma amiga de macarrão com pinhão,vou fazer e se gostar vou publicar aqui.
Parabéns pelas fotos,amei.
Bjs

Mel L. Ramos Bryar disse...

Menina...que post maravilhoso..td de bom, sério tem conscientização, gastronomia...amei saber mais sobre a pinha, meu sobrinho(10 anos) escoteiro achou as fotos fantásticas!!! Ele não sabia que o pinhão vinha da pinha e se interessou muito!!!Eu me apaixonei pela receita da laila...e acredita encomendei pinhões orgânicos, e vou correndo fazer a receita dela...com certeza qdo postar mencionarei o seu post c/ louvor!!!bjs

Neide Rigo disse...

Oi, Ana! Que linda sequencia de fotos. Eu trouxe uma pinha de Porto Alegre e estou pra inventar umas coisas com os pinhões. Que alegria ter pinheiros tão perto, hem. Beijos, N

Cris disse...

Adorei este post porque lá no sítio da minha sogra tem muita araucária, todos os anos ficávamos com tanta pinha, e me trouxe saudades... já não vamos mais para este recanto... o tempo passa e nossa vida toma outros rumos... quero ver se na férias passamos lá um dia só para matar a saudade. Bjs!